Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

another design blogg'irl

sobre design, design & design.Também um bocadinho do daily-struggle da minha vida. mas maioritariamente design!

another design blogg'irl

sobre design, design & design.Também um bocadinho do daily-struggle da minha vida. mas maioritariamente design!

22.08.19

Vivemos no ontem e no amanhã. Então e o hoje?


ctigredesign

Com grande tempo livre vem a grande onda dos pensamentos interiores! Sempre que desaceleramos da rotina, temos mais tempo para pensar naquelas questões tipo:

"E como anda a sociedade?" | "Porque é que agora tantas pessoas tem depressões?"  | "O que vai ser de nós, sociedade vazia ?" | "Que aconteceu à paz interior?" | "O stress é mesmo a doença do século?" 

Estão a ver?!??!?? Há muito tempo livre para eu pensar nas questões que me ocupam aquela gavetinha do cérebro....  a dos "porquês" que abrimos desde cedo na infância. 

E hoje a minha reflexão vai para a seguinte situação (que acho que me acontece imensas vezes - QUASE SEMPRE!) Porque é que teimamos em viver no ontem (passado) e no amanhã (futuro) e sempre nos esquecemos do hoje (o presente)? 

out-of-your-mind.jpg

Porque é que sofremos com a angustia do que vai ser, de como vai ser, de como foi, como se passou... constantemente atormentados com mágoas do passado e constantemente ansiosos com as coisas que ainda não aconteceram e que na maioria das vezes, nem acontecem! Estão a perceber onde eu quero chegar? Pois sim, viver no passado (olá depressão e ansiedade!) e viver no futuro (olá ansiedade e depressão!) e assim caminhamos para uma rua sem saída. Quando é necessário virar e encontrar outras ruas para caminhar já o fazemos com medicamentos, terapias, baixas médicas, cansaço, tristeza e até solidão. 

Estará a solução no óbvio?! Sim, claro...

cfb_120173.jpg

Ao deixarmos o passado lá atrás guardado e o futuro incerto no seu mistério podemos aproveitar o que resta que é apenas e só o dia de hoje!

Parece-me demasiado óbvio mas acho que o caminho é mesmo por aí: educar o pensamento! Aprender a deixar as coisas que aconteceram láaaaa para trás e apenas absorver os ensinamentos. Progredir com atitude positiva e corajosa. Deixar acontecer naturalmente (os natiruts é que já sabem disto xD) o futuro e aceitar o que vier. Acho que nos preocupamos demasiado com o "amanhã", mais do que com o passado... mas o amanhã é tão incerto! Metade das coisas com que me preocupo não chegam sequer a acontecer! E ouço dos que me rodeiam "tanta preocupação para nada, vês?", "preocupas-te à toa" ... meus senhores, tem razão! 

 

A vida é um ensinamento constante para todos e cada um enquanto individuo único deve procurar perceber-se a si mesmo e mudar (internamente) para ser sempre melhor e viver cada dia melhor. Desta forma devemos aproveitar mais o dia de hoje! 

Quando digo aproveitar entenda-se que não me refiro a sair de casa e fazer cenas novas todos os dias, gastar dinheiro, vida loca, carpe diem! Não! Aproveitar o dia é saber encontrar a felicidade e as alegrias vividas nesse dia, as pessoas com quem estão em casa e no trabalho, os vossos filhos a tagarelagem quando chegam da escola, aquela pausa do trabalho cheia de gargalhadas, aquela ida ao continente com um esbarranço num amigo e perder as horas na conversa, aquela chamada de 5min que quando vocês vão ver já passaram 2 horas! Chegar a casa e dar miminhos no gato, chegar a casa para a vossa pessoa querida... só isso é motivo para nos alegrar. E muitas vezes (parece) somos espectador passivo na nossa própria vida. Aproveitar o dia é olhar o sol e absorver aquela energia, é dar graças por termos o que temos. 

Para mim a felicidade das "pequenas coisas" está no abraço do Ju sempre que ele chega do trabalho. Está no Tigre (gato) que se vem deitar a minha beira enquanto eu vejo a novela, está presente quando posso ler um livro, em silêncio no meu quarto. Porque metade das pessoas do mundo nem sequer sonham em fazer isso! Metade das pessoas do mundo batalham por àgua. Eu tenho àgua, tenho sumos, tenho chá (de mil sabores diferentes)! Metade das pessoas do mundo batalha por alimento. Eu tenho fruta, arroz, massa, legumes e bolachas diferentes todas as semanas a menos de 1km e uns trocos. 

E assim devemos manter o pensamento... focado. Enumerar as bençãos, as alegrias (pequenas e grandes) e não demorar muito nas tristezas e nos precalços pelo caminho... as pedras são para todos. E alguns no seu caminho não tem uma pedrinha (chamada depressão) têm uma montanha (chamada sede)... percebem? A mente educa-se e eu tento fazê-lo e partilho com vocês para que também o tentem fazer, que pratiquem e incentivem outros. Porque a alegria não está nas coisas, está em nós e na capacidade de a encontrarmos em cada dia.

Desliguem das pessoas tóxicas, dos problemas que não são vossos, apoveitem quem realmente está ao vosso lado. Tentem afugentar a maldade em vocês e nos outros, a vida é mesmo curta... ainda ontem tinha 5 anos e queria ser cabeleireira! Hoje tenho 29 e sou designer de texteis-lar. E ainda por cima, já adulta! (gosh! so fast!)

Aproveitar o dia de hoje é um daqueles mantras para tatuar na nuca!! 

Espero que tenham gostado, acho que um dia destes o blog deixa de ser de design e passa a ser de "introspeção interna do interior" e mudo a categoria para life-coach